Tudo sobre o Enem 2020

Neste artigo vamos ensinar tudo sobre o Enem 2020. O Exame Nacional do Ensino Médio certamente é o maior vestibular do Brasil. Desde que passou a ser utilizado como critério de seleção para o ensino superior, o exame passou a receber milhões de participantes.

Conforme a coletiva feita pelo ministro da Educação Abraham Weintraub juntamente com o presidente do Inep Alexandre Lopes, o Enem 2020 terá duas aplicações de provas, sendo elas:

  • Enem digital: Eventualmente será um modelo-piloto;
  • Enem em caderno: E a versão da prova que será aplicada em novembro.

Conforme a coletiva as provas do Enem 2020 serão aplicadas em 1 e 8 de novembro (caderno de prova) e 11 e 18 de outubro (digital).

Inscrições do Enem 2020

Imagem tudo sobre o Enem 2020O processo de inscrição para o Enem 2020 permanecerá o mesmo. Desse modo, os cadastros deverão ser aceitos no mês de maio. Eventualmente qualquer pessoa poderá fazer o exame, tendo ela concluído o ensino médio ou não. Os candidatos precisarão dos seguintes dados para se inscrever:

  • CPF – Cadastro de Pessoa Física;
  • Identidade RG – Registro Geral;
  • E-mail;
  • Número de Telefone. O número para telefone fixo é opcional, mas já celular é obrigatório;
  • Situação de conclusão do Ensino Médio;
  • Endereço;
  • Por fim, responder um questionário socioeconômico.

As inscrições para o Enem 2020 deverão ser feitos via internet através do endereço eletrônico https://enem.inep.gov.br.

Taxa de inscrição do Enem 2020

O Enem 2020 possui uma taxa conhecida com GRU – Guia de Recolhimento da União. Eventualmente o valor se encontra em R$82,00, contudo, poderá haver reajustes.

Terão direito a isenção da taxa de inscrição do Enem 2020 participantes que:

  • Candidatos que estejam cursando, em 2020, a última série do ensino médio em escola de rede pública;
  • Tenha cursado todo o ensino médio em escola de rede pública ou como bolsista integral na rede privada. Contudo, a renda por pessoa, deverá ser igual ou menor que um salário mínimo e meio;
  • Esteja em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda. Todavia, o mesmo deverá estar cadastrado no CadÚnico, assim informando o NIS – Número de Identificação Social. Serão aceitos aqueles com até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Eventualmente o pedido de isenção do Enem 2020 é feito antes do período das inscrições. Além disso, aqueles que foram isentos, mas não comparecerão na edição de 2019, deverão justificar a ausência.

Enem Digital

Imagem prova do Enem 2020Conforme a coletiva do MEC – Ministério da Educação e o Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Enem digital terá somente 50 mil vagas disponíveis em 15 capitais. A prova digital será disponibilizada para:

  1. Belém – PA;
  2. Belo Horizonte – MG;
  3. Brasília – DF;
  4. Campo Grande – MS;
  5. Cuiabá – MT;
  6. Curitiba – PR;
  7. Manaus – AM
  8. Florianópolis – SC;
  9. Goiânia – GO;
  10. João Pessoa – PB;
  11. São Paulo – SP
  12. Porto Alegre – RS;
  13. Recife – PE;
  14. Rio de Janeiro – RJ;
  15. Salvador – BA.

Eventualmente a estrutura de matriz das provas do Enem 2020 permanecerão a mesma dos anos anteriores. Caso o Inep identifique que o Enem Digital prejudicou os participantes, os mesmos poderão fazer outra prova em novembro. A aplicação digital será feita nos dias 11 e 18 de outubro.

Para poder fazer o Enem digital o estudante deverá fazer a solicitação no ato da inscrição.

Qual a estrutura e como é feita a correção das provas do Enem?

Desde 2009, as provas do Enem são constituídas por uma redação de caráter dissertativo-argumentativo e 180 questões de múltipla escolha. Desse modo, são divididas igualmente entre quatro áreas de conhecimento, que abrangem as seguintes matérias:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: História, Geografia, Sociologia e Filosofia;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Física, Química e Biologia;
  • Matemática e suas Tecnologias: Matemática.

As questões das provas são de múltipla escolha, com cinco alternativas cada (A – E), certamente somente uma correta. Os enunciados das perguntas costumam exigir interpretação e concentração dos candidatos, assim na maioria das vezes considerados um tanto quanto extensos e cansativos.

Tomando como base a TRI, a correção das provas não contabiliza apenas a quantidade de acertos e erros dos participantes. Ela, por mais difícil que pareça ser compreender, penaliza os candidatos que chutam muitas respostas.

Na Teoria de Resposta ao Item, as questões recebem pesos diferentes, de acordo com seus níveis de dificuldade. Assim, é possível analisar o aproveitamento do estudante nas questões fáceis, intermediárias e difíceis.

Se o participante acertar uma maior quantidade de perguntas difíceis do que as consideradas fáceis e intermediárias, decerto que o mesmo chutou a maioria das respostas. Assim, o estudante é penalizado em sua nota final.

Para ter um bom aproveitamento no Exame, o candidato precisa apresentar uma hegemonia em suas respostas, com o maior possível número de acertos nas questões fáceis unido a um bom aproveitamento nos itens de maior dificuldade.

Quais as notas mínimas e máximas no Enem? Como é corrigida a redação?

Com base na TRI, é impossível pré-estabelecer uma nota mínima para as provas do Exame. Assim, os estudantes somente tiram nota zero caso faltem no dia de aplicação ou não preenchem o gabarito. Contudo, a maior nota poderá ser de 1000 pontos.

Após encerrar todas as edições, o Inep divulga um balanço do aproveitamento dos participantes, disponibilizando as notas máximas e mínimas no Enem.

Junto do resultado individual das provas, em cada área de conhecimento, são divulgadas as notas das redações, avaliadas de 0 a 1000 pontos.

A correção da redação do Enem é feita por dois corretores independentes, que avaliam cinco competências, cada uma de 0 a 200 pontos:

  • Domínio da norma padrão da língua portuguesa;
  • Compreensão da proposta de redação;
  • Seleção e organização das informações;
  • Demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto;
  • Elaboração de uma proposta de solução para os problemas abordados, respeitando os valores e considerando as diversidades socioculturais.

A nota final da redação é atribuída através de uma média aritmética entre as notas dos dois corretores, caso não haja discrepância.
Conforme as outras edições, as discrepâncias ocorrem quando a diferença entre as notas finais de ambos é maior do que 80 pontos, em qualquer uma das cinco competências, ou ainda se for maior do que 100 pontos na nota final.

Havendo alguma das diferenças, um terceiro corretor avalia a redação. Permanecendo a discrepância entre as notas deste com os dois primeiros corretores, a redação é encaminhada para uma banca examinadora.

A banca, presidida por um doutor, corrige novamente a redação e, enfim, atribui a nota final.

Quem tira zero na redação do Enem 2020?

Conforme os editais das outras edições do Enem, são estabelecidas oito ocorrências em que as redações podem ser zeradas ou anuladas:

  • Fuga total ao tem;
  • Não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa;
  • Texto com até 7 linhas;
  • Impropérios , desenhos e outras formas propositais de anulação ou parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto;
  • Redação em branco, mesmo com texto em rascunho;
  • Cópia do texto motivador;
  • Assinar a redação fora do local designado e escrever em outra língua que não o português.

Local de prova do Enem 2020

Os portões dos locais de prova do Enem 2020 estarão abertos à partir das 12h00min com o fechamento às 13h00min conforme o horário de Brasília. No primeiro dia serão exatas 5h30min de prova e no segundo domingo 5h00min.

Conforme as edições anteriores, serão aplicadas as matérias do Enem 2020 na seguinte ordem:

  1. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  2. Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Antes de mais nada, vale lembrar que a redação do Enem 2020 será aplicada no primeiro dia, por isso, possui 30 minutos a mais. Certamente a prova só poderá ser feita de caneta esferográfica de cor preta, fabricada de material transparente.

Não esqueça de curtir e compartilhar a página do Instagram Guia do Enem. Saia na frente e já comece a estudar com a apostila digital do Enem 2020. Por fim, não esqueça de avaliar através das estrelinhas, desde já obrigado e boa sorte.